Transplante
de progenitores hematopoiéticos

Tratamento do transplante de medula óssea na Clínica

A extração do produto celular utilizado para o transplante é realizada de maneira ambulatória na Unidade de Aférese Terapêutica, que dispõe de processadores celulares de ponta em quartos individuais.

Os nossos especialistas em Hematologia e Hemoterapia, Oncologia, Imunologia e Pediatria, quando o paciente é uma criança, realizam estes processos com a máxima segurança e rendimento.

O processamento dos produtos celulares para transplantes realiza-se no Laboratório GMP de Terapia Celular sob um estrito sistema de garantia de qualidade. E, além disso, há uma instalação com ar estéril ultrafiltrado que oferece as máximas garantias na elaboração dos produtos de cada paciente.

A decisão sobre o tipo de transplante mais adequado a cada caso é de forma individualizada e levando em conta diferentes fatores. Este tipo de transplante realiza-se para tratar tanto tumores sólidos quanto hematológicos.

A Unidade Clínica de Transplante Hematopoiético, onde se realiza o transplante e a hospitalização, conta com quartos individuais com sistema de tratamento e com ultrafiltração de ar. 

El Dr. Prósper explica as aplicações atuais das células estaminais, como funcionam e o seu uso na terapia celular.

Iniciou-se em 1989, o Programa de Transplante Hematopoiético da Clínica Universidade de Navarra já realizou mais de 1.200 tratamentos".

Transplante alogénico
O transplante de progenitores hematopoiéticos pode realizar-se a partir de um dador saudável, geralmente um irmão que seja compatível. No caso de não dispor desta opção, podem utilizar-se células obtidas de outro familiar que também seja compatível.

Também pode ser dador uma pessoa que não seja familiar. Se esse for o caso, será preciso encontrá-lo entre os dadores voluntários registados em diferentes países.


Do cordão umbilical
Às vezes, os transplantes são realizados a partir de células obtidas do sangue do cordão umbilical. Estes transplantes a partir de um dador são conhecidos como transplantes alogénicos, e são mais frequentemente utilizados quando a doença que vai ser tratada afeta fundamentalmente a medula óssea.

Autotransplante
Também pode realizar-se um transplante de progenitores hematopoiéticos a partir de células do próprio paciente. Estes transplantes são realizados geralmente nas doenças neoplásicas quando não afetam a medula óssea ou quando eliminam a doença da medula óssea.

As células dos progenitores hematopoiéticos podem ser obtidas diretamente da medula óssea na sala de cirurgia ou, mais frequentemente, a partir do sangue periférico mediante uma máquina (máquina de aférese) que, conectada a uma veia, faz com que o sangue circule através de um circuito e por centrifugação separe as células sanguíneas e selecione as células que interessa recolher enquanto regressa o resto ao paciente.

O transplante hematopoiético é a principal atividade da Área de Terapia Celular.

O transplante de progenitores hematopoiéticos (transplante de medula óssea) é a principal atividade assistencial da Área de Terapia Celular da Clínica Universidade de Navarra.

É desenvolvido mediante uma estrutura multidisciplinar onde participam: Hematologia, Oncologia, Pediatria, Banco de Sangue e Imunologia. A extração do produto celular utilizado para o transplante realiza-se de modo ambulatório na Unidade de Aférese Terapêutica, situada no Hospital de Dia da Clínica. Dispõe de processadores celulares de tecnologia de ponta em quartos individuais.

Médicos especializados em Hematologia e Hemoterapia e mais de doze enfermeiras -especialistas em aférese terapêutica- realizam estes processos com a máxima segurança e rendimento.

O processamento dos produtos celulares para transplante realiza-se no Laboratório GMP de Terapia Celular sob um estrito sistema de garantia de qualidade. É uma instalação com salas brancas e ar estéril ultrafiltrado com as máximas garantias na elaboração dos produtos de cada paciente. A Unidade Clínica de Transplante Hematopoiético, onde se realiza o transplante e a hospitalização, conta com cinco quartos individuais com tratamento e ultrafiltração de ar, que garantem as condições ótimas para os pacientes imunodeprimidos. A assistência clínica é responsável por uma equipa médica em transplante hematopoiético. O paciente pode ter acesso a tratamentos inovadores controlados através de ensaios de investigação clínica.

Na Área de Transplante Hematopoiético estão abertos ensaios clínicos para o acondicionamento antes de realizar o transplante com radioimunoterapia (tanto em transplante autólogo quanto alogénico) e para o tratamento da doença (enxerto contra receptor) mediante Células Estaminais Mesenquimais da medula óssea produzidas no Laboratório GMP. 

entre emContacto COM A CLÍNICA

Ou ligamos-lhe

* Horários de atenção consoante a hora de Espanha peninsular.

Obrigado. Entramos em contacto consigo o mais rápido possível.

O campo telefone é obrigatório.

Pedimos-lhe que verifique o número de telefone. O mesmo deverá ter entre 9 e 15 dígitos e começar por 6,8,9,71,72,73 ou 74. No caso dos números internacionais, por favor, introduza 00 seguido do prefixo internacional correspondente e o seu número de telefone (00-prefixo internacional 34-número de telefone 948 255 400)..

Espere um momento enquanto damos seguimento ao seu pedido.

Fechar Enviar

SOLICITE UMA SEGUNDA OPINIÃO NÃO PRESENCIAL 

Caso necessite a opinião médica dos nossos especialistas sem necessidade de deslocar-se à Clínica, oferecemos-lhe a possibilidade de realizar uma consulta de Segunda Opinião não presencial. 
Imagen con los pasos que hay que dar para solicitar una segunda opinión en la Clínica Universidad de Navarra

talvezlhe interesse

RAZÕES PARA VIR

Porque é que a Clínica é diferente em relação a outros centros sanitários?

Imagen de una niña pequeña con cáncer por los pasillos de la Clínica

ENSAIOS CLÍNICOS

Deseja participar nos nossos ensaios clínicos? Conheça quais os que estão ativos.
Imagen médico investigando con microscopio

SERVIÇOS INTERNACIONAIS

Saiba o que fazemos para os nossos pacientes internacionais.
Entrada principal a la Clínica Universidad de Navarra