departamento de Alergología e Imunología Clínica

O Departamento de Alergologia e Imunologia da Clínica faz parte da Global Allergy and Asthma European Network, formada pelos 25 melhores departamentos de Alergologia da Europa, escolhidos pela sua excelência científica, o seu trabalho multidisciplinar, a sua docência e as suas atividades internacionais.

Possuímos as técnicas diagnósticas mais avançadas, estamos na vanguarda da investigação e colaboramos com os melhores especialistas. Temos mais de 50 anos de trajetória assistencial.

Fomos o primeiro centro de Espanha em incorporar a técnica de microarray. Esta mesma permite determinar, num só exame, a reatividade do paciente a componentes moleculares de alimentos, pólenes, ácaros, epitélio de animais, látex, etc.

Através do teste de ativação de basófilos é possível realizar o diagnóstico de alergias in vitro. Trata-se de um bom complemento às provas cutâneas e uma ferramenta útil para decidir quando se deve realizar um teste de tolerância a um medicamento.

Além disso, oferecemos tratamentos inovadores com excelentes resultados, tais como o da urticária crónica com anticorpos, e a melhor atenção ao paciente, com doenças especializadas nestas patologias. 

Superar la alergia al huevo o leche en una semana

O Departamento de Alergologia e Inmunologia Clínica possui mais de 50 anos de experiência. Diagnosticamos com os últimos avanços científicos e tratamos todo o tipo de doenças alergológicas". 

Diagnosticamos e tratamos todo o tipo de doenças alergológicas. Entre as mais frequentes e destacadas estão:

No Departamento de Alergologia da Clínica Universidade de Navarra tratamos, prévio diagnóstico, todas as doenças alergológicas incluindo dentro da área da especialidade:

Técnicas in vitro no diagnóstico alergológico
A sua importância é fundamental no diagnóstico e na indicação de uma correta imunoterapia, num tratamento farmacológico adequado e na monitorização do paciente durante a sua doença.

É necessário identificar o agente que causa a reação clínica, nem sempre possível devido às características do antigénio implicado e a sua uniformização e pela sensibilidade e especificidade das diferentes técnicas.

Técnicas serológicas

  • Determinação de IgE total, de IgE específica e o IgG4 antigénio-específica
  • Determinação de triptase
  • Teste de atopia
  • Proteína catiónica eosinófila
  • Precipitinas

Ensaios celulares
Consistem em estimular in vitro células do paciente com o alérgeno que se pensa que está envolvido na reação alérgica. Depois, quantifica-se mediante citometria de fluxo a histamina ou os sulfidoleucotrienos que se produzem e libertam pelas células na reação alérgica de tipo imediato. Também se analisa a expressão de marcadores de ativação das células efetoras-produtoras da reação (basófilos).

Teste de ativação de basófilos
Inovador e útil no diagnóstico das reações alérgicas a diferentes alérgenos, especialmente de tipo imediato, como os medicamentos: antibióticos, analgésicos, anestésicos, etc.

Detetar a ativação das células efetoras da reação alérgica pela expressão de marcadores unidos a fluorocromos mediante citometria de fluxo, permite confirmar o diagnóstico e ajuda a decidir sobre os exames de tolerância.

Diagnóstico molecular da alergia
Realiza-se mediante microarrays e complementa os exames cutâneos e outras técnicas de diagnóstico in vitro. Um microchip de uns 5x5 mm fixa 103 componentes moleculares.

Depois de lavar a superfície do microchip com os anticorpos IgE específicos do soro do paciente, estes fixam-se aos componentes. Depois, detetam-se estes componentes que revelam com precisão o perfil de sensibilização do paciente. 

os nossosPROFISSIONAIS

peça
UMA CONSULTA

Pode pedir consulta com os nossos especialistas, de forma rápida e sem esperas, preenchendo este formulário.

Ou ligamos-lhe

* Horários de atenção consoante a hora de Espanha peninsular.

Obrigado. Entramos em contacto consigo o mais rápido possível.

O campo telefone é obrigatório.

Pedimos-lhe que verifique o número de telefone. O mesmo deverá ter entre 9 e 15 dígitos e começar por 6,8,9,71,72,73 ou 74. No caso dos números internacionais, por favor, introduza 00 seguido do prefixo internacional correspondente e o seu número de telefone (00-prefixo internacional 34-número de telefone 948 255 400)..

Espere um momento enquanto damos seguimento ao seu pedido.

Fechar Enviar

INVESTIGAÇÃO

Estudio para investigar la eficacia y seguridad de ligelizumab (QGE031) en el tratamiento de la urticaria crónica espontánea (UCE) en adolescentes y adultos inadecuadamente controlados

El propósito de este estudio es evaluar la eficacia y seguridad de ligelizumab durante el tratamiento de pacientes adultos y adolescentes con urticaria crónica espontánea

Imagen Inmaculada, paciente con urticaria crónica

Embora ainda não exista cura, com a medicação que me receitaram tenho uma qualidade de vida totalmente normal".

Inmaculada G.

Paciente tratada de urticária crónica

talvezlhe interesse

RAZÕES PARA VIR

Porque é que a Clínica é diferente em relação a outros centros sanitários?

Imagen de una niña pequeña con cáncer por los pasillos de la Clínica

ENSAIOS CLÍNICOS

Deseja participar nos nossos ensaios clínicos? Conheça quais os que estão ativos.
Imagen médico investigando con microscopio

SERVIÇOS INTERNACIONAIS

Saiba o que fazemos para os nossos pacientes internacionais.
Entrada principal a la Clínica Universidad de Navarra