PUBLICAÇÕES científicas

Metabolismo de 18 F-FDG em um modelo de rato com infarto crônico - análise semiquantitativa do setor A17

I. Peñuelas (1,2), G. Abizanda (3,4), M. J. García-Velloso (1), J. J. Gavira (5), J. M. Martí-Climent (1), M. Ecay (2), M. Collantes (2), J. A. García de Jalón (6), A. García-Rodríguez (6), M. Mazo (3,4), J. Barba (5), J. A. Richter (1), F. Prósper (3,4)
Department of (1) Nuclear Medicine, (3) Hematology and Cell Therapy Service, (5) Cardiology and Cardiovascular Surgery, Clínica Universitaria, (4) Foundation for Applied Medical Research, University of Navarra, (2) MicroPET Research Unit CIMA-CUN, Pamplona, Spain, (6) Department of Animal Pathology, Veterinary Faculty, University of Zaragoza, Spain

Revisão:Nuklearmedizin

Data: 7/Mar/2007

Cardiología Área de Terapia Celular [ES] Medicina Nuclear [ES]

Estratégias para estabelecer o benefício funcional da terapia celular na regeneração cardíaca e o potencial mecanismo são necessários. OBJETIVOS: Desenvolvimento de um método semi-quantitativo para avaliação não invasiva da viabilidade cardíaca e função em um modelo de rato de infarto do miocárdio (MI) com base no uso de microPET.

ANIMAIS, MÉTODOS
Dez ratos foram submetidos à imagem miocárdica 2, 7, 14, 30, 60 e 90 dias após a ligadura da artéria coronária esquerda. Foi administrada 18F-fluoro-2-deoxi-2-D-glicose (18F-FDG) intravenosa e as concentraes regionais de actividade de 18F por unidade de ea foram medidas em 17 regis de interesse (ROIs) desenhadas em mapas polares cardcos. Ao comparar as diferenças na captação de 18F entre a linha de base e cada um dos pontos de tempo de acompanhamento, foram calculados mapas polares paramétricos de significância estatística (PPMSS). A fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) foi avaliada cegamente pela ecocardiografia. Todos os animais foram sacrificados para análise histopatológica após 90 dias.

RESULTADOS
A qualidade de diagnóstico das imagens microFET 18F-FDG foi excelente. PPMSS demonstrou uma diminuição estatisticamente significativa nas concentrações de 18F tão cedo quanto 48 horas após o IM em 4 dos 17 ROIs (segmentos 7, 13, 16 e 17, p <0,05) que persistiram ao longo do estudo. Análise semiquantitativa da captação de 18F-FDG correlacionou-se com a diminuição ecocardiográfica da FEVE (p <0,001).

CONCLUSÃO
O uso de PPMSS baseado em 18F-FDG-microPET fornece informação semiquantitativa valiosa do metabolismo de glicose do coração, permitindo o acompanhamento não invasivo, representando assim uma estratégia útil para avaliação de novas terapias na regeneração cardíaca.

CITAÇÃO DO ARTIGO  Nuklearmedizin. 2007;46(4):149-54

talvezlhe interesse

QUE TECNOLOGIA UTILIZAMOS? 

A Clínica é o hospital privado com maiores recursos tecnológicos de Espanha, tudo num único centro.

Imagen de un PET, tecnología de vanguardia en la Clínica Universidad de Navarra

OS NOSSOS
PROFISSIONAIS

Os profissionais da Clínica realizam um trabalho contínuo de investigação e formação, sempre em benefício do paciente.

Imagen profesionales de la Clínica Universidad de Navarra

RAZÕES PARA VIR
À CLÍNICA

Conheça porque é que somos diferentes em relação a outros centros sanitários. Qualidade, rapidez, comodidade e resultados.

Imagen del edificio de la Clínica Universidad de Navarra