Cirurgia robótica

A cirurgia robótica na clínica

A Clínica Universidade de Navarra, sempre à vanguarda em novos sistemas de diagnóstico e sistemas terapêuticos conta desde 2010 com o robô Da Vinci® para realizar intervenções cirúrgicas com mínima invasão.

Maior precisão cirúrgica, procedimento menos invasivo, eliminação do tremor natural da mão do cirurgião e melhor visualização do campo anatómico que se opera, são as principais vantagens que aporta o robô Da Vinci® às cirurgias que se praticam com este avançado aparelho.

A equipa médica necessária para uma cirurgia robótica é semelhante à que precisa uma operação laparoscópica. Da equipa fazem parte, geralmente, dois cirurgiões, três enfermeiras (uma de anestesia) e um médico anestesista.
À margem da intervenção da prostatectomia radical para o tratamento cirúrgico do cancro da próstata, médicos especialistas da Clínica, com o robô Da Vinci®, foram os primeiros em realizar a intervenção cirúrgica da síndrome da apneia obstrutiva do sono.

Também foram os primeiros cirurgiões espanhóis em operar cancro da laringe com este sistema e realizar a cirurgia robótica da tiroide através da axila, evitando a cicatriz do pescoço.

As especialidades médicas indicadas para o uso cirúrgico do robô Da Vinci® são: urologia, determinadas patologias de ginecologia, cirurgia geral, cirurgia cardiotorácica, cirurgia pediátrica, otorrinolaringologia e algumas indicações de neurocirurgia.

A Clínica melhora as suas intervenções cirúrgicas, incorporando na sua tecnologia o robô Da Vinci.

O robô Da Vinci é uma ferramenta sofisticada que ajuda o cirurgião na realização da prostatectomia radical. O paciente recupera-se muito melhor da intervenção cirúrgica".

A cirurgia robótica veio a suprir as limitações da cirurgia laparoscópica convencional e faz com que as intervenções cirúrgicas sejam mais cómodas e precisas, nomeadamente para as mais complexas e de difícil acesso, como a prostatectomia radical.

O sistema cirúrgico Da Vinci® é um sistema robótico assistido informaticamente que alarga a capacidade do cirurgião para operar de maneira menos invasiva.

Oferece uma maior precisão cirúrgica, um procedimento menos invasivo, eliminação do tremor natural da mão do cirurgião e uma melhor visualização do campo anatómico que se opera.

O instrumental está desenhado de forma que obtém 7 graus de liberdade de movimento, praticamente semelhante à mobilidade da mão na mesma intervenção do tratamento da fibrilação auricular, do cirurgião, em comparação com a cirurgia laparoscópica convencional, que só permite 4 graus.

A perda de sangue durante a intervenção, e, portanto, a necessidade de transfusões, situa-se em 25% por debaixo das exigências de cirurgia aberta, percentagem similar ao procedimento laparoscópico.

A prostatectomia radical (voltada para extirpar tumores da próstata) é a intervenção cirúrgica mais frequente de todas as cirurgias que se realizam com este sistema. Não obstante, utiliza-se em nefrectomia parcial, reimplantação ureteral, pieloplastia.

As vantagens quanto às técnicas convencionais baseiam-se na recuperação do controlo da micção dentro dos três primeiros meses de modo mais rápido que com a cirurgia laparoscópica ou com a cirurgia aberta, pela maior precisão na dissecção dos tecidos.

Outra das complicações mais frequentes nos pacientes operados de prostatectomia é a impotência sexual. Quando se realiza uma técnica de preservação dos feixes neurovasculares ou nervos eretores, e isto é possível, em mais pacientes, graças à cirurgia robótica, a qual favorece uma conservação mais efetiva da potencia sexual e maior integridade do esfíncter da uretra, graças a uma dissecção muito mais fina e anatómica.

A admissão hospitalar que é necessária após uma intervenção de prostatectomia radical robótica também é parecida com a admissão por laparoscopia, situada entre 2 e 3 dias, se comparada com os 5 de uma cirurgia convencional. O tempo de intervenção cirúrgica com o sistema Da Vinci® pode prolongar-se durante 4 ou 5 horas e, em todos os casos, é aplicada anestesia geral.

Somos pioneiros na cirurgia da patologia da tiroide, SAOS e cancro da laringe com o robô Da Vinci®.

A cirurgia robótica transoral (TORS) é realizada com instrumentos especialmente desenhados, de reduzido tamanho e de grande precisão quanto ao manuseio. Permite trabalhar com uma perfeita visualização e exatidão milimétrica.
É usada para extirpar tumores da amígdala, base da língua, hipofaringe e laringe, como alternativa à cirurgia com laser ou a procedimentos cirúrgicos abertos como a patologia da tiroide.

Graças à tecnologia do robô Da Vinci®, a extirpação destes tumores realiza-se de forma mais ampla e, frequentemente, em uma peça, em comparação com a ressecção do tumor em fragmentos efetuada com outros métodos cirúrgicos.
Esta cirurgia oferece ao paciente uma nova alternativa de tratamento cirúrgico, com uma rápida cicatrização e recuperação funcional, e os bons resultados do tratamento.
A Clínica é o primeiro Centro hospitalar espanhol que fez uma intervenção para tratar a patologia da tiroide através desta técnica robótica. O principal benefício é estético, já que evita a cicatriz cervical da cirurgia da tiroide convencional ao realizar uma única incisão na axila.

A técnica robótica transaxilar está indicada para extirpar o bocio nodular, carcinomas foliculares da tiroide de tamanho não superior a 2 cm. sem extensão extracapsular e adenomas de glândulas paratiroides (hiperparatiroidismo).

A Clínica é experta no tratamento cirúrgico de outras patologias com cirurgia robótica: síndrome de apneia obstrutiva do sono, extirpando parcialmente a amígdala lingual através da cavidade oral (transoral), e cancro da laringe. 

A prostatectomia radical (voltada para extirpar tumores da próstata) á a intervenção cirúrgica mais frequente de todas as que se realizam com este sistema.

Igualmente, realizam-se intervenções relacionadas com o tratamento da síndrome da apneia obstrutiva do sono e com a cirurgia robótica da tiroide através da axila.

Outras patologias que também podem beneficiar-se desta técnica são a pieloplastia, reimplantação ureteral, nefrectomia, nefrectomia parcial, nefrectomia em dador vivo, cistectomia radical (assistida com minilaparotomia) e reconstrução do pavimento pélvico.

Em Ginecologia, a técnica é aplicada em histerectomia, reconstruções tubárias, miomectomias e tumores do útero.

Em diferentes patologias de Cirurgia Geral, o robô Da Vinci® é utilizado em cirurgia do cólon e reto, cirurgia bariátrica, hepato-bilio-pancreática e cirurgias da porção inferior do esófago.

Quanto à cirurgia cardiotorácica, a cirurgia robótica aplica-se a intervenções de bypass aorto-coronário, reparação mitral, comunicação interauricular, reparação da válvula tricúspide e cirurgias do mediastino e do pulmão.

Igualmente é aplicada em algumas intervenções de cirurgia pediátrica e neurocirurgia. 

entre emContacto COM A CLÍNICA

Ou ligamos-lhe

* Horários de atenção consoante a hora de Espanha peninsular.

Obrigado. Entramos em contacto consigo o mais rápido possível.

O campo telefone é obrigatório.

Pedimos-lhe que verifique o número de telefone. O mesmo deverá ter entre 9 e 15 dígitos e começar por 6,8,9,71,72,73 ou 74. No caso dos números internacionais, por favor, introduza 00 seguido do prefixo internacional correspondente e o seu número de telefone (00-prefixo internacional 34-número de telefone 948 255 400)..

Espere um momento enquanto damos seguimento ao seu pedido.

Fechar Enviar

SOLICITE UMA SEGUNDA OPINIÃO NÃO PRESENCIAL 

Caso necessite a opinião médica dos nossos especialistas sem necessidade de deslocar-se à Clínica, oferecemos-lhe a possibilidade de realizar uma consulta de Segunda Opinião não presencial. 
Imagen con los pasos que hay que dar para solicitar una segunda opinión en la Clínica Universidad de Navarra

talvezlhe interesse

RAZÕES PARA VIR

Porque é que a Clínica é diferente em relação a outros centros sanitários?

Imagen de una niña pequeña con cáncer por los pasillos de la Clínica

ENSAIOS CLÍNICOS

Deseja participar nos nossos ensaios clínicos? Conheça quais os que estão ativos.
Imagen médico investigando con microscopio

SERVIÇOS INTERNACIONAIS

Saiba o que fazemos para os nossos pacientes internacionais.
Entrada principal a la Clínica Universidad de Navarra