Arritmias cardíacas

Dr. Ignacio García Bolao, especialista en cardiología de la Clínica Universidad de Navarra

diagnóstico e tratamento das arritmias cardíacas

A Clínica Universidade de Navarra é Centro de referência nacional nos tratamentos das doenças do coração.

Pioneiros na aplicação de novas técnicas terapêuticas. Além de ter uma vasta experiência no estudo, na detecção e no tratamento das arritmias cardíacas.

A Clínica não só foi o primeiro Centro de Europa em evitar a cirurgia aberta em pacientes com obstrução do sistema venoso coronário ao implantar um marca-passo por cateterismo [ES], mas também foi um dos Centros pioneiros na implantação subcutânea de um dispositivo [ES] menor para detetar arritmias cardíacas, entre outras inovações na especialidade.

O Departamento de Cardiologia da Clínica conta com uma Unidade de Arritmias especializada em diagnosticar e tratar esta patologia, facilitando assim o desenvolvimento de novos procedimentos, como uma nova técnica de cateterismo que pode evitar o uso de tratamento anticoagulante em pacientes com arritmias persistentes, em um único procedimento.

Na mesma intervenção do tratamento da fibrilação auricular, médicos especialistas da Clínica realizam o procedimento de fechar a cavidade auricular denominado apêndice auricular esquerdo, onde habitualmente se originam os trombos. 

A Clínica Universidade de Navarra tem uma vasta experiência no estudo, na detecção e no tratamento das arritmias cardíacas
As vantagens que oferece a técnica de crioablação ao paciente, quanto à ablação por radiofrequência, baseia-se em uma maior rapidez e simplicidade do procedimento".

O Departamento de Cardiologia da Clínica dispõe de uma Unidade de Arritmias especializada em diagnosticar o paciente e tratá-lo.

Quando o paciente manifesta sintomas, o diagnóstico realiza-se geralmente através de um eletrocardiograma.

O diagnóstico da maioria das arritmias precisa de duas fases. Uma, em que se avalia a presença de cardiopatia estrutural e, outra, para conhecer a característica específica do tipo de arritmia.

Uma das ferramentas mais úteis que se usam para diagnosticar a presença de arritmia cardíaca é o holter ou registo eletrocardiográfico ambulatório [ES]. Trata-se de uma exploração incruenta e de realização muito simples.

Consiste no registo contínuo do eletrocardiograma durante um período prolongado de tempo, habitualmente entre 24 ou 48 horas até 7 dias.

Regista os batimentos do coração por um ou mais dias e, desta maneira, pode conhecer-se o tipo e a frequência das arritmias.

Quanto a esta técnica de diagnóstico, a Clínica Universidade de Navarra é um dos nove Centros pioneiros em Espanha na implantação do holter subcutâneo [ES] mais pequeno, dispositivo indicado para monitorizar à distância arritmias e outras incidências cardíacas durante um período de três anos.

Quando o eletrocardiograma não é suficiente, pode ser necessário um estudo eletrofisiológico da condução intracardíaca através de cateteres, que se introduzem por uma veia da perna, permitindo assim estudar o tipo e o mecanismo da arritmia através de estes elétrodos no coração.

O tratamento anticoagulante consiste na administração de substâncias que impedem o processo de coagulação sanguínea.

Existem determinadas arritmias, como a fibrilação auricular, que têm o risco de produzir acidentes vasculares cerebrais. Este risco pode evitar-se se o paciente usar anticoagulantes orais, como o Sintrom®, o medicamento mais conhecido e usado em Espanha.

Este tratamento requer controlos frequentes de laboratório. O teste mais utilizado é o tempo de protrombina, que permite obter um parâmetro denominado INR, sigla de expressão inglesa: International Normalized Ratio. Cada paciente necessita o INR determinado e cada laboratório adaptará a dose de Sintrom® [ES] para manter o INR na categoria adequada. Hoje em dia existem novos anticoagulantes orais que, em comparação com o Sintrom®, não requerem controlos periódicos.

A maior complicação do tratamento anticoagulante é a hemorragia, que está em relação direta com a dose do fármaco e a idade do paciente (acima dos 75 anos).

> Saiba mais sobre os cuidados do paciente com tratamento anticoagulante. [ES]

A Unidade de Arritmias da Clínica é uma das unidades com maior experiência no tratamento deste tipo de doença.

Além disso, é pioneira em alguma das técnicas para tratar esta patologia:

entre emContacto COM A CLÍNICA

Ou ligamos-lhe

* Horários de atenção consoante a hora de Espanha peninsular.

Obrigado. Entramos em contacto consigo o mais rápido possível.

O campo telefone é obrigatório.

Pedimos-lhe que verifique o número de telefone. O mesmo deverá ter entre 9 e 15 dígitos e começar por 6,8,9,71,72,73 ou 74. No caso dos números internacionais, por favor, introduza 00 seguido do prefixo internacional correspondente e o seu número de telefone (00-prefixo internacional 34-número de telefone 948 255 400)..

Espere um momento enquanto damos seguimento ao seu pedido.

Fechar Enviar

SOLICITE UMA SEGUNDA OPINIÃO NÃO PRESENCIAL 

Caso necessite a opinião médica dos nossos especialistas sem necessidade de deslocar-se à Clínica, oferecemos-lhe a possibilidade de realizar uma consulta de Segunda Opinião não presencial. 
Imagen con los pasos que hay que dar para solicitar una segunda opinión en la Clínica Universidad de Navarra

talvezlhe interesse

RAZÕES PARA VIR

Porque é que a Clínica é diferente em relação a outros centros sanitários?

Imagen de una niña pequeña con cáncer por los pasillos de la Clínica

ENSAIOS CLÍNICOS

Deseja participar nos nossos ensaios clínicos? Conheça quais os que estão ativos.
Imagen médico investigando con microscopio

SERVIÇOS INTERNACIONAIS

Saiba o que fazemos para os nossos pacientes internacionais.
Entrada principal a la Clínica Universidad de Navarra